.

domingo, 14 de julho de 2013

A cada quatro pessoas perseguidas no mundo por causa de religião, três são cristãs

    
A cada quatro pessoas perseguidas no mundo por causa de religião, três são cristãs
A cada quatro pessoas perseguidas no mundo por causa da religião, três são cristãs. Essa foi a constatação de

A cada quatro pessoas perseguidas no mundo por causa da religião, três são cristãs. Essa foi a constatação de estudiosos que debateram a questão da perseguição às minorias cristãs no Egito, instaurada pelo presidente Mohamed Morsi, o primeiro eleito pelo voto popular direto e recentemente deposto pelos militares do país.
Abboud Soha, egípcio e doutor em estudos islâmicos, afirmou que “os fundamentalistas estão causando enormes prejuízos para os cristãos pois elevam à categoria de herói quem mata um cristão”.
O debate, segundo informações do Acontecer Cristiano, mostrou que a perseguição religiosa vem sendo mostrada em sua realidade no atual mundo globalizado. Um diácono da Igreja Perseguida na China – que não teve sua identidade revelada por questões de segurança -  e o escritor cristão Daniel Arasa, completaram a mesa redonda.
O evento cotou ainda com testemunhos de outros missionários que experimentaram a perseguição e vivenciaram o martírio de irmãos de fé.
“Três em cada quatro pessoas perseguidas no mundo são cristãs”, afirmou Javier Menéndez, moderador do debate. Em sua fala, Menéndez tratou de mostrar o lado humano dos perseguidos, dizendo que cada mártir tem um nome e um sobrenome.
O moderador ressaltou ainda que os três principais focos de perseguição a cristãos são o islamismo, o comunismo e o extremismo nacionalista.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário